Pescaria Fatal

Este “causo” faz parte de um acervo de textos para um livro escrito a quatro mãos com meu Grande e Saudoso Primo Fernando Corpa, que também integrou a Equipe Troféu Pesca. Embora pronto, o livro nunca foi publicado.

Bomediano

Em toda Jacareí, não deve haver outro pescador de tilápias e lambaris mais produtivo que meu Irmão Tonico. É demais! Sua competência, aliada à sorte desmedida, são coisas daquelas de desanimar quem com ele queira cair na besteira de competir. Não adianta insistir, pois a derrota é certa. Com isso, é muito conhecido por quase toda a comunidade de pescadores esportivos da região.

Hoje em dia já não pode mais praticar a pesca com a mesma assiduidade que antes, mas os locais onde costumava mais pescar eram na Represa de Santa Branca e Represa de Salesópolis.

Certo dia, procurado por um amigo, foi propositadamente convidado para uma pescaria de tilápias e lambaris na represa de Santa Branca, afinal, sua presença garantiria sucesso de qualquer maneira, já que sempre dividia o resultado de sua sorte e técnica.

No dia seguinte, preparados, seguiram os dois levando iscas diversas, tais como: macarrãozinho, siriri, larva de siriri, capim marmelada, milho verde, milho azedo, bichinho de pão e uma massa especial para tilápias. Levaram também muito farelo de milho e pedaços de cupinzeiros com larvas para fazer a ceva, além de um bom lanche e refrigerantes.

Sentaram-se ao barranco, guardando boa distância entre si e começaram a pescar, escondidos entre a vegetação. Naquele dia os peixes estavam atacando bem as iscas, de modo que até o companheiro de Tonico conseguia fisgar alguns.

Passaram assim o dia inteiro, compenetrados em seu entretenimento. Quase no final da tarde, Tonico olhou para onde o companheiro estava e viu, mesmo entre a vegetação, que ele continuava lá pescando, ou ao menos, parecia estar pescando. Vez ou outra olhava para lá e verificava que ele continuava firme em sua “árdua” tarefa, sentado em frente ao leque de varas de espera.

Chegada a hora de voltarem para casa, Tonico começou a arrumar a tralha e foi levar uma primeira carga para o carro. Quando voltou viu que o companheiro nem começara a arrumar sua tralha e foi então, apressá-lo, pois já passava das oito horas da noite e queria voltar logo para casa, para descansar, pois no dia seguinte, muito trabalho o esperava. Foi quando ao dirigir-lhe a palavra, não obtendo a esperada resposta, verificou estupefato que a imobilidade e o silêncio do companheiro, decorriam simplesmente do fato de estar completamente sem vida, morto!

Tonico, apavorado, ainda sacolejou-o, chamando-o, na esperança de que aquilo não passasse de um mal estar momentâneo, mas infelizmente não obteve mais resposta. Estava mesmo morto. Meu Irmão entrara mesmo numa fria. Muito chateado e entristecido pela perda do amigo, confuso também pelo revés que o dia lhe reservara, restou-lhe então ir até Santa Branca, pedir ajuda e chamar a polícia.

Quando retornou com dois policiais, estes resolveram voltar à cidade para buscar um médico ou perito. Assim, Tonico teve que amargar a inusitada situação de ficar ali, sozinho com o companheiro morto. À meia-noite, quando a equipe chegou, diagnosticou inicialmente como causa mortis, um infarto fulminante e o liberaram.

Ele costuma dizer que aquela pescaria foi a mais chata e triste que fez em sua vida, sem contar a dificuldade em dar tão nefasta notícia aos familiares do amigo. No entanto, acredita que o amigo teve a sorte de morrer fazendo aquilo que tanto gostava de fazer e certamente isto estaria lhe rendendo agora, estado de graça, no céu.

Acho que Tonico está mais que arrazoado!

Para me seguir nas redes sociais e ficar por dentro de novas publicações, basta clicar nos links abaixo:
Facebook
Instagram
Twiter

© Todos os direitos reservados sobre texto e fotos! Proibida a reprodução, porém permitido compartilhamento da matéria/texto em sua íntegra, sem edição através unicamente das ferramentas (vide botões abaixo) do Blog!

Se gostou, por favor, compartilhe clicando nos botões de compartilhamento logo mais abaixo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: