Revista Bíblia do Pescador – Edição nº 13 – Julho/1996

Edição nº 13, de Julho de 1996, da extinta Revista Bíblia do Pescador, da mesma editora da revista Troféu Pesca, onde se narra um peixamento com aproximadamente dois mil alevinos de Pirapitinga-do-sul (Brycon reinhardti) efetuado na Serra da Bocaina, entre Cachoeira Paulista e Cunha.

Mais tarde a equipe da Estação de Piscicultura veio a promover um peixamento desta mesma espécie na nossa Represa do Jaguari em Jacareí, no mesmo dia em que veio também fazer um peixamento de Piabanhas no Rio Paraíba-do-sul, mas isso é assunto de outra matéria publicada na Revista Troféu Pesca, que também será reproduzida aqui no Blog. Acompanhe para poder conferir!

Para me seguir nas redes sociais e ficar por dentro de novas publicações, basta clicar nos links abaixo:
Facebook
Instagram
Twiter

© Todos os direitos reservados sobre texto e fotos! Proibida a reprodução, porém permitido compartilhamento da matéria/texto em sua íntegra, sem edição através unicamente das ferramentas (vide botões abaixo) do Blog!

Se gostou, prestigie a página, por favor, compartilhando através dos botões de compartilhamento logo mais abaixo:

6 comentários em “Revista Bíblia do Pescador – Edição nº 13 – Julho/1996

  1. Bom dia, Sr Domingos!

    E agora? Como estão as Pirapitingas, Piabanhas e Surubins do Paraíba no nosso Paraíba do Sul?
    Seria um tema legal para postar aqui no site, pois, imagino, já tenha sido tema de matérias nas revistas.

    Forte abraço!!!!

    Curtido por 2 pessoas

    1. Na verdade, Grande Luciano, na nossa área (de Santa Branca rio abaixo) o que se vê de recuperação é mesmo só a piabanha, mas mesmo assim em número menor que o ideal para que pudéssemos considerar que a espécie esteja completamente recuperada. Já em Paraibuna esta espécie é bastante abundante e vem muito presente no rio. A pirapitinga-do-sul é um peixe mais de cabeceiras, de maneira que no nosso caso, de pouco valeram os peixamentos, mas sei de notícias boas nos rios e riachos de cabeceiras na Serra da Bocaina e nos tributários dos rios Paraibuna e Paraitinga. Sobre o surubim-do-paraíba, na nossa região andaram saindo alguns raros, de maneira que também estamos muito aquém daquela situação de normalidade. Não sei como está na área de Paraibuna, onde são feitos os maiores e mais frequentes peixamentos, mas com certeza deve estar indo bem por lá. Vou procurar saber e volto aqui para informar.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Grande Bome, a Bíblia do Pescador, salvo colapso memorial, era editada uma vez ao ano, lembro ter adquirido exemplar ao final de ano, nesta época, comprava diversas capas de revistas, que pela necessidade escolar dos filhos na pré-escola foram recortadas…creio que na região muito abaixo do rio, pelas corredeiras e pedras devem ser possível essas capturas.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, Grande Roque, a edição era anual, nem sempre em meses coincidentes. Aliás, é uma publicação que marcou sua época na história da Pesca Esportiva no Brasil. Grato pelo comentário. Forte abraço!

      Curtir

Deixe uma resposta para Luciano I. FRANCO Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: