Tucunarés Azuis em Carmo do Rio Claro/MG

Bome – com ©fotos de Valter Moraes

A gigantesca Represa da Usina de Furnas, reunindo vários importantes rios do Sul de Minas Gerais, banha mais de 30 municípios da região, resultando em importante fonte de água para geração de energia, para atividade agropecuária e também para a atividade turística, sobretudo de pesca, setor ainda não muito valorizado pelo governo.

O enorme lago, que vem sofrendo muito com o baixo nível de água em razão de questões políticas muito injustas e incoerentes, consegue, apesar deste enorme contratempo, propiciar jornadas de pesca que garantem bom divertimento.

Com isso visito o lago muito amiúde, sobretudo nas áreas dos municípios de Areado e de Alfenas.

Estive por lá recentemente, mas como na região que costumo pescar a situação vinha muito ruim, estive então, pescando na área do município de Carmo do Rio Claro, a convite de dois grandes e especiais amigos: João Paulo e Valter Moraes, dois grandes conhecedores da região e, sobretudo, do Lago, favorecendo bastante qualquer jornada.

Os dois Grandes Caboclos, Jão Paulo e Vartão

Passamos um ótimo dia, numa região da represa mais próxima a Capitólio, que diferente da área de Alfenas e Areado, é mais montanhosa, acrescentando inequívocas características de cerrado, com inúmeras cachoeiras, resultando em especial e belíssima paisagem, como se pode ver nas fotos abaixo

Os peixes andaram bem difíceis, mas garimpando aqui e ali, sempre ajudado pelos amigos, se acham alguns, de maneira que nesta jornada foram poucos e de menor porte, mas sempre garantindo divertimento. E, ademais, não me importo de sair na foto com peixe pequeno rssss

A Ponte Torta, local onde descemos o barco a partir da rampa da Balsa que ali opera, serviu de pano de fundo para encerramento de um dia espetacular, de diversão, pesca e sobretudo, de valoroso convívio

Foram apenas quatro peixes de porte pequeno, mas como sempre, sou muito grato a estes dois formidáveis amigos, João Paulo (Jão) e Valter Moraes (Vartão) pela ótima companhia e melhor convívio. Jornadas por aquelas bandas não teriam graça se não saísse com eles pelo menos um dia.

Valeu, Jão! Valeu, Vartão!

Nesta jornada os materiais utilizados foram os seguintes:

=> Varas de montagem própria, de ação média-leve, de 12 e de 14 libras, de 5,5 a 6 pés de comprimento
=> Carretilhas da Shimano nos modelos Scorpion e Curado e da MS, modelo Lubina
=> Linha multifilamento de 20lb (p/ iscas leves) e de 30lb (p/ iscas mais pesadas)
=> Linha de monofilamento diâmetro 0,50 no uso como líderes
=> Iscas de superfície zaras, hélices, poppers e hélices, além de iscas de meia água para pouca e média profundidade e jigs, todos de várias cores e modelos nos pesos variando de 10g a 30g.

Para me seguir nas redes sociais e ficar por dentro de novas publicações, basta clicar nos links abaixo:
Facebook
Instagram
Twiter

© Todos os direitos reservados sobre texto e fotos! Proibida a reprodução, porém permitido compartilhamento (vide botões abaixo) da matéria/texto em sua íntegra, sem edição através unicamente das ferramentas (vide botões abaixo) do Blog!

Se gostou, por favor, curta e compartilhe clicando nos botões de logo mais abaixo:

3 comentários em “Tucunarés Azuis em Carmo do Rio Claro/MG

  1. As fotos da Represa de uma beleza ímpar!

    Quanto a pegar peixe, o tamanho deles e etc, é só um detalhe. Me divirto pegando peixes grandes da mesma forma que me divirto pegando peixes pequenos ou não pegando nada…..

    Que atire a primeira pedra quem nunca fisgou um “Guarú” perdido ou que jamais voltou “sapateira” de um dia de pesca.

    Forte abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: